Today: Sunday 20 June 2021 , 6:57 pm


advertisment
search




Circuitos frontoestriatais

Ultima atualização 6 Day , 3 hour 28 Visualizações

Advertisement
In this page talks about ( Circuitos frontoestriatais ) It was sent to us on 14/06/2021 and was presented on 14/06/2021 and the last update on this page on 14/06/2021

Seu comentário


Coloque o código
  Circuitos frontoestriatais são vias neurais que conectam as regiões do lobo frontal com os núcleos da base (estriado ) que medeiam funções motoras, cognitivas e comportamentais dentro do cérebro. Eles recebem insumos de grupos de células dopaminérgicas, serotoninérgicas, noradrenérgicas e colinérgicas que modulam o processamento de informações. Os circuitos frontoestriatais fazem parte das funções executivas. As funções executivas incluem: seleção e percepção de informações importantes, manipulação de informações na memória de trabalho, planejamento e organização, controle comportamental, adaptação às mudanças e tomada de decisões. Esses circuitos estão envolvidos em distúrbios neurodegenerativos, como a doença de Alzheimer e a doença de Parkinson, além de transtornos neuropsiquiátricos, incluindo esquizofrenia, depressão, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH).

Anatomia

miniaturadaimagem450x450px Diagrama simplificado do córtex frontal para o estriado até as vias do tálamo.
Existem cinco circuitos frontoestriatais definidos: os circuitos motor e oculomotor originados nos campos oculares frontais estão envolvidos nas funções motoras; enquanto os circuitos dorsolateral pré-frontal, frontal orbital e cingulado anterior estão envolvidos em funções executivas, comportamento social e estados motivacionais. Esses cinco circuitos compartilham as mesmas estruturas anatômicas. Esses circuitos se originam no córtex pré-frontal e se projetam para o corpo estriado, seguido pelo globo pálido e pela substância negra e finalmente até o tálamo. Há também ciclos de retroalimentação do tálamo de volta ao córtex pré-frontal completando os circuitos de circuito fechado. Além disso, existem conexões abertas para esses circuitos integrando informações de outras áreas do cérebro.

Função

O papel dos circuitos frontoestriatais não é bem compreendido. Duas das teorias comuns são a seleção de ações e o aprendizado por reforço. A hipótese de seleção de ações sugere que o córtex frontal gera ações possíveis e o estriado seleciona uma dessas ações inibindo a execução de outras ações, permitindo a execução da ação selecionada. Enquanto que as hipóteses de aprendizado por reforço sugerem que os erros de previsão são usados para atualizar expectativas futuras de recompensa para ações selecionadas e isso orienta a seleção de ações com base nas expectativas de recompensa.
O córtex pré-frontal ventromedial e suas conexões com o estriado ventral e a amígdala são importantes no processamento afetivo-emocional. Eles são responsáveis pela elaboração do plano de ações responsável pelo comportamento direcionado aos objetivos. Nos circuitos de movimento ocular, o córtex pré-frontal e o córtex cingulado anterior fornecem o controle cognitivo da atenção e dos movimentos oculares, enquanto o corpo estriado e o tronco cerebral iniciam os movimentos oculares. Recrutamento reduzido do córtex pré-frontal, enquanto funções do tronco cerebral relativamente intactas durante o desempenho da tarefa contribuem para déficits no controle voluntário de movimentos sacádicos em indivíduos com autismo.
Verificou-se que a autoestima está relacionada à conectividade dos circuitos frontoestriatais, sugerindo que sentimentos de autoestima podem emergir de sistemas neurais que integram informações sobre o self com afeto e recompensa positivos.

Circuito pré-frontal dorsolateral

Este circuito é importante em funções executivas, incluindo resolução de problemas complexos, aprendendo novas informações, planejando com antecedência, evocando memórias remotas, respondendo com comportamento adequado e ordenando cronologicamente os eventos.

Circuito frontal orbital

Este circuito conecta os sistemas de monitoramento frontal ao sistema límbico. A disfunção desse circuito geralmente resulta em mudança de personalidade, incluindo desinibição comportamental, labilidade emocional, explosões agressivas, falta de discernimento e falta de sensibilidade interpessoal.

Circuito cingulado anterior

Este circuito medeia comportamento motivado, seleção de resposta, detecção de erro, monitoramento de desempenho e competição, memória de trabalho e detecção de novidades. Disfunção neste circuito leva à diminuição da motivação, incluindo apatia proeminente, indiferença à dor, sede ou fome, falta de movimentos espontâneos e verbalização.

Links externos

  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK11154/ Neurociência - estante NCBI
  • http://www.frontiersin.org/Neural_Circuits Jornal especializado da Frontier
Categoria:Vias do sistema nervoso central
 
Comentários

Ainda não há comentários




visto pela última vez
a maioria das visitas