Today: Friday 14 May 2021 , 5:22 pm


search


Língua atlante

Ultima atualização 11 Day , 22 hour 1 Visualizações

In this page talks about ( Língua atlante ) It was sent to us on 02/05/2021 and was presented on 02/05/2021 and the last update on this page on 02/05/2021

Seu comentário


Coloque o código
 
A Língua Atlante é uma língua artificial criada por Marc Okrand para o filme Atlantis: The Lost Empire da Disney.
Os roteiristas esperavam que o idioma fosse uma possível "língua mãe" e Okrand o desenvolveu para incluir uma vasta quantidade de palavras indo-europeias em sua gramática, o que as vezes é descrita como altamente aglutinante, inspirada pelo sumério e línguas norte-americanas.

Criação

thumbMarc Okrand foi contratado pela Disney para criar a Língua Atlante.
A Língua Atlante (Dig Adlantisag) é uma linguagem artística historicamente construída, criada por Marc Okrand para o filme de 2001 Atlantis: The Lost Empire da Disney e mídias associadas."Production Notes." Atlantis-The Lost Empire. Ed. Tim Montgomery, 1996–2007. The Unofficial Disney Animation Archive. 13 de janeiro de 2007.
Animationarchive.net A Língua Atlante é então baseada tanto em reconstruções históricas quanto no mythos de fantasia/ficção científica elaborado em Atlantis: The Lost Empire. Os princípios ficcionais na qual a Língua Atlante foi construída são: Atlante é a “linguagem Torre de Babel”, o ”dialeto raiz” da qual todos os idiomas descendem; ela tem existido sem mudança desde por volta de 100,000 A.C, desde a Primeira ou Segunda Era de Altlantis até atualmente.
Para conseguir isso, Dr. Okrand procurou por características em comum entre vários idiomas ao redor do mundo e também foi altamente inspirado pela Língua protoindo-europeia. Sua fonte principal de palavras (raízes e caules) para a linguagem são do Protoindo-Europeu, mas Okrand também combina com o Hebraico Bíblico, e linguagens indo-europeias posteriores tais como Latim e Grego e uma variedade de outras linguagens antigas conhecidas ou reconstruídas.Kalin-Casey, Mary. “Charting Atlantis the crew behind Disney’s latest animated adventure takes you behind the scenes.” Features Interviews. 17 de janeiro de 2007 Reel.com Murphy, Tab, Platon, David Reyolds, Gary Trousdale, Joss Whedon, Kirk Wise, Bryce Zabel, and Jackie Zabel. Atlantis the Lost Empire: The Illustrated Script Abridged Version with Notes from the Filmmakers, 55.

Sistemas de escrita


Atlante tem seu próprio alfabeto criado expressamente para o filme por John Emerson com a ajuda de Marc Okrand, sendo inspirado por alfabetos antigos, sendo o Semítico o mais notável. Existem, entretanto, tipos diferentes de transliteração para o Alfabeto latino.

Alfabeto Atlante

thumbO alfabeto e numerais Atlante
Não há pontuação ou letra maiúscula no Sistema de Escrita Atlante nativo. Okrand usou como base sistemas antigos de escrita. O Alfabeto Atlante é normalmente em Bustrofédon, o que quer dizer que é escrito da esquerda à direita na primeira linha, direita à esquerda na segunda e esquerda à direita de novo na terceira, continuando o padrão. Essa ordem também foi sugerida por Okrand, baseada em sistemas antigos de escrita e foi aceita pois, como explicou, "É um movimento de trás para frente, tipo o fluxo da água, então funcionou."Wloszczyna, Susan. “New movie trek for wordsmith.” USA Today Online. 24 de maio de 2001. 12 de janeiro de 2007. USA Today
O alfabeto Atlante incluí mais letras do que de fato são usadas no idioma. Essas letras, c, f, j, q, v, x, z, ch ou th, foram criadas para que o Atlante possa ser usado como um código simples de cifra para propósitos promocionais. Elas também são baseadas em diversas letras antigas, tal como o resto do alfabeto.

Alfabeto Romano

Aparte do alfabeto Atlante criado para o filme, a linguagem pode ser transcrita usando o alfabeto Romano. Aqui estão duas versões:
  1. Transcrição Padrão,Anderson, Matt. “Parlez-vous Atlantean?” Movie Habit. 12 de janeiro de 2006 Moviehabit.com como a linguagem é transliterada por Marc Okrand.
  2. Alfabeto do Leitor,Henning, Jeffery. “Atlantean: Language of the Lost Empire” Langmaker.com. Jeffrey Henning. 1996–2005. 12 de janeiro de 2006 Langmaker.com
"Interview of Don Hahn on Atlantis!" Animagic.Com. 3/26/01. uma Berlitz Corporationnotação do estilo Berlitz planejada por Okrand, qual ele esperava facilitar a leitura dos atores. Exemplo:
  1. Nishentop Adlantisag, kelobtem Gabrin karoklimik bet gim demottem net getunosentem bernotlimik bet kagib lewidyoh.
  2. NEE-shen-toap AHD-luhn-tih-suhg, KEH-loab-tem GAHB-rihn KAH-roak-lih-mihk bet gihm DEH-moat-tem net GEH-tuh-noh-sen-tem behr-NOAT-lih-mihk bet KAH-gihb LEH-wihd-yoakh.
Esta sentença, por exemplo, pode ser quebrada como:
Nishentop Adlantisag, kelobtem Gabrin karoklimik bet gim demottem net getunosentem bernotlimik bet kagib lewidyoh.

spirit- - Atlantis- , chamber- . . - defile- - . for and land- into intruder- - bring- - . for . - forgive- -
"Spirits of Atlantis, forgive me for defiling your chamber and bringing intruders into the land."

"Espíritos de Atlantis, perdoem-me por profanar sua câmara ao trazer intrusos à ilha."

E adiante está uma tabela que mostra as correspondências entre os modos diferentes de transcrição com valores prováveis do AFI.Kurtti, Jeff. Atlantis Subterranean Tours: A Traveler’s Guide to the Lost City (Atlantis the Lost Empire). New York: Disney Editions: 2001, Inside Front Cover.Hahn, Don; Wise, Kirk; Trousdale, Gary et al. 2-Disc Collector’s Edition: Atlantis: The Lost Empire, especially Features "How to Speak Atlantean", "The Shepherd's Journal".
{align="center"a
" align="center"b
" align="center"g
" align="center"d
" align="center"e
" align="center"w
" align="center"h
" align="center"i
" align="center"y
" align="center"k
" align="center"l
" align="center"m
" align="center"u
" align="center"n
" align="center"o
" align="center"p
" align="center"r
" align="center"s
" align="center"sh
" align="center"t
-
Alfabeto do Leitor
" align="center"ah, uh
" align="center"b
" align="center"g
" align="center"d
" align="center"eh, e
" align="center"w
" align="center"kh
" align="center"ee, ih
" align="center"y
" align="center"k
" align="center"l
" align="center"m
" align="center"oo, u
" align="center"n
" align="center"oa, oh
" align="center"p
" align="center"r
" align="center"s
" align="center"sh
" align="center"t
-
AFI
" align="center"ɑ, ə
" align="center"b
" align="center"g
" align="center"d
" align="center"e, ɛ
" align="center"w
" align="center"x
" align="center"i, ɪ
" align="center"j
" align="center"k
" align="center"l
" align="center"m
" align="center"u, ʊ
" align="center"n
" align="center"o, ɔ
" align="center"p
" align="center"r, ɾ
" align="center"s
" align="center"ʃ
" align="center"t

Numerais

John Emerson, Marc Okrand e os cineastas também criaram numerais de 0 à 9. Entretanto, são empilhados horizontalmente e levam valores de 1, 20 e 400. Seus componentes são baseados nos Numerais maia e internalmente compostos para a fonte (exemplo acima) tais como a Numeração romana. Se usado de acordo com as direções do, agora offline, site oficial, ficam de forma alternada, tais como os Algarismos indo-arábicos.John, David. Atlantis: The Lost Empire: The Essential Guide. New York: Dorling Kindersley Publishing, Inc., 2001, 33.
{
align="center"
-
Vibrante
align="center"
-
Lateral
align="center"
Onde os símbolos ocorrem em pares, o da esquerda representa o consoante mudo e o da direita representa o consoante falado.

Vogais

O inventário fonético Atlante inclui um sistema de vogais com os cinco fonemas acima. Muitas vogais tem duas realizações alofônicas proeminentes, dependendo de se ocorrem numa sílaba tônica ou átona.
{ align="center" style="float: none; text-align: center"
-
+Tabela AFI de vogais Atlantes
rowspan=2
colspan=2 Anterior
colspan=2 Central
colspan=2 Posterior
-
Tensa
Relax
Tensa
Relax
Tensa
Relax
-
Alta
colspan=2
-
Semi
colspan=2
-
Baixa
colspan=2
colspan=2
Os vogais em sílabas tônicas tendem a serem tensos. De forma parecida, as átonas tendem a serem mais relaxadas. Também, por exemplo, é visto respectivamente como ou em sílabas tônicas ou átonas. Da mesma forma, é visto como ou e etc. Tem três ditongos: ay, ey, oy.
Além do sistema de vogais baseado em sílabas tônicas, o único outro exemplo de um fenômeno fonológico proeminente parece ser um tipo especial de sandhi ocorrente nos verbos, quando o pronome é combinado com um marcador de aspecto.
Quando o sufixo para a primeira pessoa do singular -ik combina com tensos que utilizam -i, -o (tensão do Passado e Futuro), se torna -mik.
bernot-o-ik → bernot-o-mik

Mas quando combinado com sufixos que apresentam -e (tensão do Presente), o mesmo sufixo se torna -kik.
bernot-e-ik → bernot-e-kik

Gramática

Atlante tem uma ordem Sujeito-Objeto-Verbo bem estrita e sem desvios permitidos. Adjetivos e verbos no caso genitivo seguem os verbos que eles modificam. Adposições apenas aparecem na forma de posposições, verbos modais seguem os verbos que eles modificam e subsequentemente pegam todos os sufixos pessoais e aspectuais. Entretanto, advérbios precedem verbos. A linguagem incluí o uso de uma partícula interrogativa para formar questões, sem variação na ordem das palavras.
Algumas sentenças parecem utilizar alguns tipos de partículas, as vezes chamadas de "conectores de sentença". Essas partículas tem um significado obscuro, mas é teorizado que tem relação com duas cláusulas numa maneira lógica, mas ainda assim idiomática.
O significado exato e o uso dessas partículas não são conhecidos, mas sem elas é difícil reconciliar as sentenças com suas traduções.
Exemplo:
Wiltem neb gamosetot deg duweren tirid.

city- see- - outsider- all.

No outsiders may see the city and live. But literally: "He sees the city all outsiders."

Nenhum estrangeiro pode ver a cidade e viver. Mas literalmente: "Ele vê a cidade todos os estrangeiros."

No exemplo acima não há menção real das consequências para os estrangeiros, mas ainda assim a legenda do filme a traduz como um aviso, mesmo sem mencionar a questão de sobrevivência ou morte. Uma possibilidade é que, com o objetivo de equalizar o movimento labial dos personagens com o tempo do diálogo, a linguagem teve que ser encurtada, as vezes deixando de fora partes chave da sentença. É sabido que os trechos em Atlante no filme foram posteriormente redublados.
Outro exemplo:
Tab.top, lud.en neb.et kwam gesu bog.e.kem deg yasek.en gesu.go.ntoh.

father- , person- - help be.able- - noble-

Father, these people may be able to help us. But literally: "Oh Father, we cannot help these people they will help the nobles."

Pai, talvez essas pessoas possam nos ajudar. Mas literalmente: "Oh Pai, nós não podemos ajudar essas pessoas elas vão ajudar os nobres."

Neste exemplo, parece que as sentenças estão conectadas de forma melhor e a partícula é processada como quase "mas, ainda assim". Entretanto, é difícil reconciliá-las.

Substantivos

Atlante tem sete casos para substantivos, apenas cinco para pronomes e dois números.

Casos gramaticais

{ class="wikitable"
+
Casos Gramaticais
-
! Nome Sufixo Exemplo Português
-
Nominativo sem sufixo yob o cristal (objeto).
-
Acusativo -tem yobtem o cristal (objeto).
-
Genitivo -ag yobag do cristal.
-
Vocativo -top Yobtop O Cristal!
-
Instrumental -esh yobesh Usando o cristal.
-
Essivo -kup yobkup (como, composto de, ser) cristal
-
Dativo -nuh yobnuh (para, à, em nome de) cristal

Outros sufixos

{ class="wikitable"
+
Outros Sufixos do Substantivo
-
! Função Gramatical Sufixo Exemplo Português
-
Plural -en yoben cristais
-
Argumentativo -mok Yobmok O Grande Cristal
Substantivos são marcados como plural com o sufixo -en. Sufixos causais nunca precedem o -en de plural. -Mok ocorre depois deles.

Pronomes

{ class="wikitable"
+
Pessoa/número de sufixos
-
! Pessoa Número Familiaridade Pronome Independente Sufixo Português
-
1º Singular – kag -ik Eu
-
2º Singular – moh -en Yu
-
3º Singular – tug tuh tok -ot Ele/Ela/Isso
-
1º Plural – gwis -kem Nós
-
2º Plural Desconhecido gebr -eh Vocês (desconhecido)
-
2º Plural Familiar gabr -eh Vocês (familiar)
-
3º Plural – sob -toh Eles
Tem cinco casos para pronomes.

Casos gramaticais

{ class="wikitable"
+
Grammatical Cases
-
! Nome Sufixo Exemplo Português
-
Nominativo sem sufixo kag Eu
-
Acusativo -it kagit eu, quem foi (enviado), etc.
-
Dative -ib kagib (para) mim
-
Genitivo -in kagin meu (meu coração, karod kagin)
-
Instrumental -is kagis de qualquer forma, com me (usando), via eu, etc.

Verbos

Verbos são flexionados com dois sufixos, um como tenso/aspecto e o próximo para pessoa/número.

Sufixos de Tenso/aspecto

{ class="wikitable"
+
Sufixos de Tenso/aspecto
-
! Nome Sufixo Exemplo Português Outros exemplos Português
-
Presente Simples -e bernot.e.kik Eu trago sapoh.e.kik Eu vejo
-
Presente Perfeito -le bernot.le.kik Eu trouxe
-
Presente Obrigatório -se bernot.se.kik Eu sou obrigado a trazer kaber.se.kem nós somos obrigados a avisar
-
Passado Simples -i bernot.i.mik Eu trouxe es.i.mot, sapoh.i.mik isso foi, eu vi
-
Passado Imediato -ib bernot.ib.mik Eu acabei de trazer
-
Passado Perfeito -li bernot.li.mik Eu trouxe
-
Futuro Simples -o bernot.o.mik Eu trarei komtib.o.nen você encontrará
-
Futuro Possível -go bernot.go.mik Talvez eu traga gesu.go.ntoh eles podem ajudar
-
Futuro Perfeito -lo bernot.lo.mik Eu trarei komtib.lo.nen você encontrará
-
Futuro Obrigatório -so bernot.so.mik Eu serei obrigado a trazer komtib.so.nen você será obrigado a encontrar

Sufixos de Humor e Voz

{ class="wikitable"
+
Mood suffixes'
-
! Nome Sufixo Exemplo Português
-
Singular de Humor Imperativo sem sufixo bernot!, nageb!
traga!, entre!
-
Plural de Humor Imperativo -yoh bernot.yoh!, nageb.yoh!
(todos vocês) tragam!, (todos vocês) entram!
-
Voz Passiva -esh pag.esh.e.nen, bernot.esh.ib.mik
você está agradecido (obrigado), Eu acabei de trazer
-
Infinitivo -e bernot.e, wegen.e, gamos.e
para trazer, para viajar, para ver''
  • Cynthia, Benjamin. "Atlantis: The Lost Empire : Welcome to my World." New York: Random House: 2001.
  • Ehrbar, Greg. "Atlantis: The Lost Empire." Milwaukee: Dark Horse Comics: Junho de 2001.
  • Hahn, Don; Wise, Kirk; Trousdale, Gary et al. "2-Disc Collector’s Edition: Atlantis: The Lost Empire."
  • "Disney Adventures" magazine, Summer Issue 2001.
  • Howard, James N. "Atlantis: The Lost Empire An Original Walt Disney Records Soundtrack" : Limited Taiwanese Edition. Taiwan and Hong Kong: Walt Disney Records: Represented by Avex: 2001.
  • Kurtti, Jeff. "Atlantis Subterranean Tours: A Traveler’s Guide to the Lost City (Atlantis the Lost Empire)." New York: Disney Editions: 2001.
  • Kurtti, Jeff. "The Journal of Milo Thatch." New York: Disney Editions: 2001.
  • Murphy, Tab et al. "Atlantis, the Lost Empire : The Illustrated Script." New York : Disney Editions: 2001.

Ligações externas

  • Atlantean Language Institute (arquivo) – Tem um dicionário, guia gramatical e corpo.
  • Henning's Old Introduction to the Language (arquivo)
  • Atlantean alphabet on Omiglot

Categoria:Introduções em 2001
Categoria:Línguas fictícias
Categoria:Atlantis: The Lost Empire
 
Comentários

Ainda não há comentários




visto pela última vez
a maioria das visitas