Today: Wednesday 28 July 2021 , 6:20 am


advertisment
search




Vinicius Gageiro Marques

Ultima atualização 4 hour , 1 minute 71 Visualizações

Advertisement
In this page talks about ( Vinicius Gageiro Marques ) It was sent to us on 28/07/2021 and was presented on 28/07/2021 and the last update on this page on 28/07/2021

Seu comentário


Coloque o código
 
{{Info/Música/artista
nome = Yoñlu
fundo = cantor_solo
alt =
nascimento_cidade = Porto Alegre
nascimento_país = Brasil
origem = Porto Alegre
morte_local = Porto Alegre, RS
gênero = Rock, bossa nova, indie, folk, música experimental
influências = John Frusciante, Radiohead, Mutantes, Vitor Ramil, Elliott Smith
Nome Completo = Vinícius Gageiro Marques
nascimento =
falecimento = {{nowrap
instrumento = Vocal, guitarra clássica, guitarra elétrica, teclado
Vinicius Gageiro Marques (Porto Alegre, Porto Alegre, ), mais conhecido pelo seu nome artístico Yoñlu, foi um músico que cometeu suicídio em 2006, aos 16 anos de idade. Foi um dos primeiros casos de suicídio assistido via internet no Brasil. {{citar weburl=http://www.portalintercom.org.br/anais/sudeste2014/resumos/R43-0266-1.pdftitulo=A Relação Entre o Suicídio e a Internet: O Fenômeno do ‘Suicídio.com’data= acessodata= obra=Anais do Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação – XIX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste – Vila Velha - ES – 22 a 24/05/2014publicado=ultimo=Costaprimeiro=Ana Luisa {{Citar weburl=http://revistagalileu.globo.com/Revista/noticia/2014/11/era-da-auto-destruicao.htmltitulo=A era da auto destruiçãodata= acessodata= obra=publicado=Revista Galileuultimo=Loureiroprimeiro=Gabriela
Com o pseudônimo Yoñlu, Vinicius deixou um legado de cerca de 60 canções, que revelaram uma intrigante produção artística, todas compostas e gravadas inteiramente por ele em seu quarto. As faixas trazem letras reflexivas e melodias invariavelmente melancólicas, sendo marcadas pela confluência de gêneros. Em 2007, a gravadora goiana Allegro Discos reuniu 23 dessas músicas no álbum Yoñlu.{{Citar weburl=http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/14278-yonlu-nao-ha-consolo-para-a-morte-de-um-filho-entrevista-especial-com-luiz-marquestitulo=Yoñlu - "Não há consolo para a morte de um filho " - Entrevista especial com Luiz Marquesdata= acessodata=2016-08-03obra=publicado=IHU - Instituto Humanitas Unisinosultimo=primeiro=lingua=pt-BR{{Citar weburl=http://web.archive.org/web/20080218144344/http://www.emtemporeal.com.br/index.asp?area=2&dia=25&mes=01&ano=2008&idnoticia=44532titulo=Disco póstumo revela talento precoce de músico gaúcho morto em 2006data= acessodata= obra=publicado=Brasília em Tempo Realultimo=primeiro= No ano seguinte, o selo Luaka Bop, criado por David Byrne, selecionou 14 canções em um disco de caráter conceitual, A society in which no tear is shed is inconceivably mediocre. "Gostamos das músicas antes de ouvir a história de seu autor", disse à  época Yale Evelev, um dos gestores da marca.{{Citar weburl=http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&uf=1&local=1&template=3948.dwt§ion=Blogs&post=170300&blog=17&coldir=1&topo=3951.dwttitulo=Uma sociedade em que nenhuma lágrima é derramadadata= acessodata=2016-08-03obra=publicado=Zero Horaultimo=Lerinaprimeiro=Roger{{Citar weburl=http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,selo-de-ny-lanca-cd-postumo-de-jovem-brasileiro-que-se-matou,380874titulo=Selo de NY lança CD póstumo de jovem brasileiro que se matoudata= acessodata= obra=publicado=Cultura - Estadãoultimo=primeiro={{Citar weburl=https://www.pastemagazine.com/articles/2009/08/a-permanent-exile-the-tragedy-of-vinicius-gageiro.htmltitulo=A Permanent Exile: The Tragedy of Vinicius Gageiro Marquesdata= acessodata= obra=publicado=Paste Magazineultimo=Jarnowprimeiro=Jesse {{citar weburl=http://www.bbc.com/portuguese/cultura/2009/06/090601_yonlu_mv.shtmltitulo=Selo de NY lança CD póstumo de adolescente brasileirodata= acessodata= obra=publicado=BBCultimo=primeiro={{Citar weburl=http://www.lastampa.it/2009/09/15/spettacoli/il-disco-di-culto-che-conquista-il-web-custodito-nel-pc-del-ragazzino-suicida-TkrAvXGOpJ10BiPgAt5GtI/pagina.htmltitulo=Il disco di culto che conquista il Web custodito nel pc del ragazzino suicidadata= acessodata= obra=publicado=La Stampaultimo=primeiro=
Vinicius era torcedor do Grêmio.
Em 2016 começou a ser produzido um longa-metragem contando sua história.{{Citar weburl=http://zh.clicrbs.com.br/rs/entretenimento/noticia/2016/08/longa-sobre-jovem-musico-que-recebeu-ajuda-na-web-para-cometer-suicidio-comeca-a-ser-filmado-7101167.htmltitulo=Longa sobre jovem músico que recebeu ajuda na web para cometer suicídio começa a ser filmadodata= acessodata=2016-08-03obra=publicado=ultimo=primeiro=

O caso

Yoñlu sofria de depressão e estava sob internação domiciliar há dois meses quando se matou. O suicídio, explicado em uma carta deixada aos pais, foi compartilhado ao vivo com um grupo de "amigos" na internet que não só o incentivaram como também lhe deram conselhos sobre o melhor método.{{citar weburl=http://web.archive.org/web/20160807170519/http://www.midiaindependente.org/pt/red/2011/07/494645.shtmltitulo=Yoñlu vivedata= acessodata= obra=publicado=Midia Independenteultimo=primeiro=
Sobre o fim das investigações do caso feitas pelas autoridades, o pai de Yoñlu disse:
Também sobre o assunto, o psicanalista de Yoñlu, Mario Corso disse:

Análise do psicanalista

O psicanalista Mario Corso disse que Vinicius Gageiro Marques apresentou melhorias e recaídas ao longo tratamento e resolveu contar à imprensa parte do histórico médico do garoto por considerar um caso de interesse público.

Biografia

Início da vida

Vinícius Gageiro Marques nasceu em 1 de setembro de 1989, na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, filho de Ana Maria Gageiro, uma professora e psicanalista, e Luiz Marques, ex-secretário de Cultura, que era também um professor em uma faculdade. Devido ao trabalho de sua mãe, ele se mudou para Paris quando ele tinha três anos e começou a aprender francês, mas mudou-se de volta ao Brasil, quando tinha sete anos. Ele também gradualmente começou a aprender inglês assistindo TV e ouvindo música, e até aprendeu a falar galês e ler em espanhol. Devido a isso, seu pai começou a dizer que Vinícius tinha um "desequilíbrio químico", então ele começou a falar com terapeutas a partir dos nove anos. O talento musical de Marques também aspirava desde cedo. Aos 4 anos, ele começou a tocar bateria pela primeira vez, e mais tarde começou a tocar piano e guitarra.

Adolescência

Para combater sua crescente depressão e deslocamento na escola e na vida real, Marques tinha uma presença frequente na internet. Aos 13 anos, começou a capturar sua vida diária através de uma câmera russa Lomo que comprou com a mãe, e começou a demonstrar um sentido crítico sobre a música pop. Em 26 de julho de 2004, se inscreveu para um fórum de jogos chamado RLLMUK, e rapidamente se tornou regular lá. Também fez um blog via Blogspot, chamado "Lone Cannoneer". O blog chegou a ficar fora do ar devido ao grande número de acessos diários. Ele foi desativado por um cracker em 2007 a pedido do pai de Vinícius, por conter fotos de outros integrantes da família.
Ao longo de sua adolescência, colaborou com outras pessoas através da música (que incluiu uma colaboração com Sabrepulse) ou por meio de projetos de fotos e desenhos compartilhados, fotos, mixagens, e música que ele fez, e tornou-se um fã de muitos tipos de artistas.
Marques tinha mostrado ter pensamentos suicidas em maio de 2006, quando postou em um tópico que fez na RLLMUK afirmando "Rápido, alguém dizer algo muito bom sobre minhas músicas antes de decidir matar-me". No entanto, devido a generosas palavras de apoio, decidiu "adiar" o seu suicídio, e frequentemente mencionou que iria se matar logo após partilhar as suas canções com os outros, até sua morte. Por volta deste tempo, sua mãe encontrou as letras de sua canção chamada "Suicide Song" em sua cama, e em um estado frenético, confrontou-o sobre o assunto e procurou encontrar mais traços de pensamentos suicidas, e começou-o uma sessão da terapia. No entanto, Marques parecia estar melhorando.
A amiga de Vinícius, Luana Groch disse em entrevista à Rolling Stone que o comportamento muito extrovertido dele na sala de aula era uma "fachada", o "Pipoca":
Ana Maria Gageiro, também em entrevista à Rolling Stone, disse que Vinícius provavelmente sofria de transtorno dismórfico corporal: "Ás vezes ele me dizia que achava que seu corpo estava aos pedaços". Luiz Marques o definiu como "One-Dimensional Man".

Morte

Na tarde de 26 de julho de 2006, Marques disse a seus pais que ele estaria planejando um churrasco com seus amigos, e mandou-os sair do apartamento no dia afirmando que queria impressionar uma menina. No entanto, ele fez planos para seu suicídio, trancou-se em seu banheiro e recorreu a um fórum pedindo ajuda para se matar. Enquanto algumas pessoas na discussão tentaram implorar-lhe para parar, outros o incentivaram ao ato, e até mesmo um bombeiro aposentado deu-lhe dicas de como tornar o suicídio mais fácil.
Seu último post foi às 15h02.
Enquanto isso, uma amiga on-line canadense de Marques descobriu o que estava acontecendo e imediatamente chamou a polícia local, e deu-lhes o seu endereço. Embora a polícia e os médicos foram capazes de entrar no apartamento e apagar a fumaça, Vinícius foi declarado morto por suicídio através de intoxicação por monóxido de carbono por volta de 15h30, depois ser reanimado várias vezes.
Vinícius deixou um CD-R de algumas de suas canções e uma nota de suicídio para seus pais, que absolveu-os de qualquer responsabilidade de sua morte e agradeceu-lhes o seu apoio.

Filme


Em julho de 2016 foi anunciado a realização do filme Yonlu, com roteiro e direção de Hique Montanari e produção de Luciana Tomasi.

Críticas

O produtor musical Pedrinho Figueiredo, disse que "Foi admirável testemunhar que em um período de pouco mais de dois anos ele tenha evoluído tanto (...) Ele começou a gravar com as ferramentas mais básicas de um PC e chegou a músicas de 36 canais, uma mixagem legal e propostas conceituais de arranjo e de mixagem. Eu não conheci o Vinícius em vida, mas posso dizer que hoje o conheço como artista."
Marcelo Ferla, da Rolling Stone disse que Marques tinha "capacidade de criar delicadas melodias melancólicas, algo entre Badly Drawn Boy, Radiohead, Tortoise e Nick Drake (...) entre o lirismo poético e um salutar nonsense, as letras, escritas em inglês, ajudam a desvendar quem era Vinícius. Assuntos como depressão, indagação e suicídio estão espalhados entre as faixas selecionadas para o disco. 'Katie Don’t Be Depressed', uma pérola musical com guitarras quentes e letra polar, e sombria".

Discografia

  • 2007 - Yoñlu (Allegro Discos)
  • 2009 - A Society In Which No Tear Is Shed Is Inconceivably Mediocre (Luaka Bop)

Lista de artistas

Abaixo está uma lista com alguns dos artistas analisados por Vinícius:
  • The Beatles
  • R.E.M.
  • Flaming Lips
  • Tom Waits
  • Jeff Buckley
  • Strokes
  • Air
  • Beastie Boys
  • Billie Holliday
  • Caetano Veloso
  • João Gilberto
  • Mutantes
  • David Bowie
  • Bob Dylan
  • The Clash
  • Smiths
  • Blur
  • Oasis
  • Super Furry Animals
  • Vitor Ramil
  • Nico Nicolaiewsky
  • Björk
  • Neutral Milk Hotel
  • Ed Hardcourt
  • Kings of Convenience
  • John Frusciante
  • Lambchop
  • David Lynch
  • Leonard Cohen
  • Antônio Carlos Jobim
  • Franz Kafka
  • Marilyn Manson
  • Grandaddy
  • Gorky Zygotic Mynci

Bibliografia

  • CLAIR, Ericson Saint. Vendo a morte na rede.
  • COSTA, Ana Luisa. A Relação Entre o Suicídio e a Internet: O Fenômeno do ‘Suicídio.com’
  • FERREIRA, Liz Mendes; RAMALHO, Alzimar Rodrigues. O suicídio como fato noticiável: análise da cobertura do caso Yoñlu
  • FERLA, Marcelo. Canções para viver mais. Revista Rolling Stone, março 2008.
  • NASCIMENTO, Danielle Baeza. A transformação da notícia: um estudo de caso sobre suicídio juvenil e sua abordagem com o advento da Internet.

Ligações externas

  • no Luaka Bop

Categoria:Compositores do Rio Grande do Sul
Categoria:Pessoas com depressão
Categoria:Naturais de Porto Alegre
Categoria:Cantores do Rio Grande do Sul
Categoria:Suicídios por asfixia
Categoria:Músicos suicidas
Categoria:Suicidas do Brasil
 
Comentários

Ainda não há comentários

visto pela última vez
a maioria das visitas